Área do Cliente

Nome:

Senha:

Home Quem somos Áreas de atuação Nossa equipe Notícias Links Localização Contatos
 Lava Jato, tiroteio em shopping e reajustes de planos na pauta da semana







Nesta última semana do semestre forense, três turmas realizam
sessões de julgamentos. Nesta terça-feira (28), ministros da Quarta,
Quinta e Sexta Turmas têm sessões ordinárias e no dia 30 (quinta-feira) a
Sexta Turma faz sessão extraordinária. O semestre forense se encerra no
Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta sexta-feira (1º) com reunião
da Corte Especial.


A Quinta Turma discute casos relacionados à operação Lavo Jato, como o
recurso de um empresário que pretende anular decisão do Tribunal
Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que negou pedido de habeas corpus
preventivo. O empresário questiona a legitimidade do TRF4 no caso e
busca reverter a decisão no STJ.


No dia 30, durante sessão extraordinária, ministros da Sexta Turma
discutirão a possibilidade de concessão de benefícios da execução penal a
homem condenado como réu primário. Após a condenação, o homem foi
considerado culpado em outra ação, passando a ser reincidente já no
curso da execução penal. O Ministério Público do Rio Grande do Sul
recorre para que não sejam concedidos benefícios ao preso.


Assalto


A Quarta Turma discute, durante a sessão desta terça-feira (28), a
responsabilização de um supermercado em virtude de um assalto a carro
forte, que recolhia valores no local, um shopping center.


No tiroteio, uma mulher foi baleada e entrou com ação pleiteando
danos morais e materiais. Condenado ao pagamento de um terço dos danos
materiais arbitrados no acórdão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do
Sul (TJRS), o supermercado recorreu ao STJ por entender que a
responsabilidade pela segurança é do shopping, e não do estabelecimento comercial.


O caso foi analisado pela turma no dia 2 de junho. Logo após o voto
do relator, ministro Luis Felipe Salomão, favorável ao supermercado, a
ministra Maria Isabel Gallotti pediu vista, e agora o caso volta à
pauta.


A Quarta Turma analisa também diversos casos de pensão alimentícia,
entre os quais repactuação de valores, comprovação de necessidade após o
recebimento da pensão por 13 anos e pedidos de habeas corpos
decorrentes do não pagamento da pensão.


Seguradora


Recurso da Amil Assistência Médica questiona na Quarta Turma acórdão
do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) que
proibiu a operadora de aplicar reajustes por faixa etária aos segurados
que atingissem 60 anos. A proibição foi feita com base no Estatuto do
Idoso, que veda os ajustes.


A seguradora sustenta que o estatuto veda apenas ajustes abusivos e
que a sentença inviabiliza qualquer tipo de recomposição, encarecendo os
demais planos.

Páginas
Quem somos
Áreas de atuação
Links úteis
Contatos
Áreas de atuação
Direito Administrativo
Direito Civil
Direito Penal
Direito do Trabalho
Entre em contato
Av. Washington Soares, 55, sala 1014, Iguatemi Empresarial, Edson Queiroz, Fortaleza Ceará CEP 60.811-341
Telefone: (85) 3278.5600
Email: contato@robertofariasadvocacia.com.br
Ou pela nossa página de contatos
Roberto Farias Advocacia     |     Desenvolvido por D2NET